O PARALELO – Festival de Dança nasce da vontade de dinamizar a cidade de Ponta Delgada e enriquecer o seu tecido sociocultural através de uma programação interdisciplinar, que tem como principal intento abranger várias vertentes da dança, a circulação entre espaços, movimentar pessoas e consequentemente diferentes públicos.
Os formadores e artistas, sendo de áreas distintas, bem como de diferentes territórios, vão promover a partilha de conhecimentos e experiências, a nível artístico e social.
0 37.25 Núcleo de Artes Performativas, desde a sua formação, em 2011, tem vindo a desenvolver e promover a dança nos Açores. Neste momento torna-se pertinente a partilha da linguagem numa vertente prática, onde o público possa começar a desenvolver uma relação com o movimento e com o corpo, para além da interpretação conceptual de espectador apenas. Pretende-se ver corpos presentes e dialogantes, promover encontros, habitar espaços com propostas artísticas e fortalecer a história da dança na região.
Na sua primeira edição, o PARALELO – Festival de Dança divide-se em três fim-de-semanas – decorrendo entre 21 de Setembro a 7 de Outubro – e irá incluir na sua programação aulas, espetáculos, performances, conversas, cinema, festa e baile.

O Festival conta com o apoio da Direção Regional da Cultura.

Biografia 37.25 Núcleo de Artes Performativas

37N 25W são as coordenadas que localizam a ilha de São Miguel no espaço. São estas coordenadas que definem a criatividade deste núcleo, constituído por 8 bailarinos, micaelenses, que se uniram com o objetivo de partilharem a suas experiências e difundi-las através da dança. Construíram um processo que passa por uma viagem inovadora, ilustrada pela herança insular, geografia e construção de uma nova perspetiva da cultura açoriana. É na dança e performance que encontram a sua expressão e património cultural. É a partir da conceção de projetos nesta área, que comunicam e contagiam outros ramos artísticos. A filosofia deste grupo de intérpretes, coreógrafos e criadores, parte do princípio de que não existe um padrão a ser seguido. O processo de trabalho é colaborativo, deixando-se influenciar e instigar pelas linguagens e estilos dos próprios integrantes do Núcleo, assim como, com os diferentes coreógrafos com quem têm vindo a trabalhar.

37.25 Núcleo de Artes Performativas é constituído por: Carolina Rocha, Catarina Medeiros, Cecília Hudec, João Soares, Luana San-Bento Melo, Maria João Gouveia, Sara Machado, Tiago Correia.

Trabalhos:
2011 “Work in Progress” / Arco 8;
2012 “Resvés” cocriação 37.25-NAP / Teatro Micaelense; Abertura do festival Walk&Talk;
2013 “A Ilha” de Victor Hugo Pontes e Marco da Silva Ferreira / Teatro Micaelense / Walk&Talk
2014 “Cardume” de Filipa Francisco / Teatro Micaelense / Walk&Talk;
2015 “Charm” criação 37.25-NAP / Exchange with your heart – Terra Nostra;
“Espectro” de Luís Guerra / Teatro Micaelense / Walk&Talk;
“Em Rede”- cocriação em tempo real 37.25-NAP / Teatro Ribeira-grandense;
“No tapete da Magia” Sharing the Music Vox Cordis / Coliseu Micaelense;
“5” vídeo, instalação e performance 37.25-NAP com o músico Filipe Carneiro / Arco 8;
2016 “Lago dos Cisnes” da companhia de dança Quorum Ballet / Teatro Micaelense;
“Dia D” oficinas e improvisação 37.25-NAP com os músicos Luís Senra e João Francisco Tavares / Celebração do Dia Mundial da Dança / Teatro Micaelense;
“#DANCEWITHSOMEBODY” de João dos Santos Martins / Teatro Micaelense / Walk&Talk;
“E caíram nas mãos gotas daquela Alma” de 37.25-NAP criação Tiago Correia / Teatro Faialense / Centro Cultural da ilha Graciosa / Teatro Ribeira-grandense;
2017 “Casulo” de 37.25NAP / Prix CIRCOM Regional Gala Awards.